Como serão os próximos?

A um ano atrás eu estava num banco de praça, lá pelas 10:00 da manhã, com a garota com quem estava saindo a alguns dias. Nada de mais, era semana de provas, mais tarde eu já estaria em casa estudando mais um pouco e planejando mais um texto para escrever no meu blog pessoal.


Mas, levado talvez por algum sentimento que não se conteve, fui levado a pensar se o rumo que as coisas tomavam era o suficiente, se era só aquilo que queria pra mim. Sei lá, mas as vezes quando tem algo de bom da vida da gente nos sentimos motivados a apenas melhorar isso, mesmo que já seja bom do jeito que está ainda pode ficar melhor.

Exatamente isso. Uma pequena e, quem saberá, "inocente" pergunta de fato melhorou o que já era bom.
"- É... a gente tá namorando?"


Haha, isso mesmo, malandro... Eu nunca a pedi em namoro. Foi algo completamente espontâneo. E não pense você que eu disse isso com intenção de dizer, com a intenção de que fosse algo "original" ou coisa assim... Simplesmente saiu da minha boca como o que eu realmente queria dizer mas não pensava em dizer, entende? Provavelmente, se eu cogitasse em dizer isso, eu nunca teria dito.

E tão espontânea foi a resposta, que demonstrava total e completa surpresa. Assim como eu demonstrava. E seguiu-se aquele momento da melhor forma que poderia acabar, obviamente.

Com o passar dos dias, das semanas, dos meses.... Pude perceber que algo, err... não é que estivesse errado, mas é que a coisa mais natural entre um casal são as brigas. Como pode nós dois praticamente não brigarmos? Desde aqueles primeiros meses as brigas que tivemos podem ser contadas nos dedos... Não estou contando as discussões por motivos descartáveis, mas aquelas brigas mermo, de arrancar pedaço. Pedaços inclusive que feriram muito quando foram retirados, mas as cicatrizes tão bem firmes, evitando qualquer dor repentina, que vez ou outra teima em fazer de um dia agradável um amargurado momento de desgosto.

São coisas como essas que geram dúvidas e até reprovação das pessoas. "Pôo, mas como pode vocês quase nunca brigarem?!", "Mas tem certeza de que você quer isso?" ou então, "Haha, qual a fórmula mágica de vocês?".


Eu acredito que o casal, quando estabelecido, consegue transmitir coisas que nenhum ser humano só consegue passar. Seja aquele sentimento de optimismo e de união, que sentimos quando vemos um casal forte e unido, ou então aquela coisa chata quando vemos a namorada fazendo o "homem" de capacho. Será que nossa união é capaz de transmitir às pessoas coisas boas? Um sentimento de perseverança e plena satisfação, nulos arrependimentos e fortes conquistas.

Porque eu posso afirmar, meus caros, que as coisas poderiam ter tomado rumos bem desconfortáveis se não tivéssemos nos esbarrados pela vida a fora. Quem sabe por onde andariam minhas metas e objetivos levados pela minha insaciável teimosia e negligência da realidade?.. E por onde andaria o sentido dela, desguiado pelo sentimento de auto-repulsa? É cara... é froidz.

O interessante é que as coisas simplesmente aconteceram quando tinham que acontecer. Nenhum dia a mais e nenhum dia a menos. É por isso que eu acredito fielmente que NÃO existem coincidências. Tudo foi feito para que nós aproveitássemos. O futuro está lá, vazio, pronto para que nós o construamos, já que as ferramentas certas todas nos foram dadas.

E no momento em que nossos objetivos e ambições já estão mirados em um futuro próspero onde cada um dependerá do outro para que sobrevivam, eis que me pergunto, será que algo poderá ocorrer para que essa visão do futuro não acabe se distorcendo? Será que nenhuma onda subirá e desmanchará o desenho na areia?

Bem... eu não sei. Mas de qualquer forma, as ondas que vierem prontas para apagar o desenho da areia sempre virão, estamos num mar, repleto de coisas belas e ondas frustrantes. Mas as ondas voltam de onde vieram, deixando em paz a areia. São ondas... apenas ondas.

Tudo o que gostaria de saber, é como serão os próximos anos ao seu lado, Mariana. Mas quer saber... não faz mal. Eu não fazia ideia de como seria este. Não sabia que você me faria tão feliz, tão satisfeito em realmente ter um motivo de fato pra sorrir e saber que sou um alguém importante pra alguém. Também não sabia que você me faria sofrer, mas não sabia que recuperaríamos o que pareceu ter sido perdido. Não sabia que eu poderia ficar tão preocupado com uma pessoa, e tão aliviado e completo em ver essa pessoa bem, confortável, feliz, segura, completa... ou seja, não sabia que ficaria tão feliz em ver que te faço feliz. Eu não sabia, e fico feliz em não saber como serão os próximos. Sei que ficarei feliz quando descobrir.

E nóis tecra por aí...

1 comentários:

Mari Souza disse...

amooor amei mt o texto,ficou otimo,mt obg pelo um ano de muitas felicidades,por me fazer a pessoa mais feliz do mundo.Vc é mt importante e especial,vc é uma pessoa maravilhosa q amo tanto.Amor quero ainda comemora mt anos de namoro com vc,quero passa minha vida toda ao seu lado,quero esta sempre com vc te apoiando,ajudando no q vc precisa,dando mt carinho e atençao como vc merece.Só tenho agradecer por td q vc tem feito e faz por mim.TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Postar um comentário

Ajude o Beco a crescer! Se gostou do post que acabou de ler, deixe um comentário.