Sexo vs. Sexo IV

Uma das discussões mais frequentes entre homens e mulheres, é simplesmente aquela de achar que o homem é uma espécie, onde todos os seus semelhantes são exatamente iguais, e a mulher, o mesmo.

Não existe um único homem neste planeta que ainda não ouviu alguma mulher dizer que "Homem é tudo igual...". Eu tenho certeza de que você já ouvi isso cara, e você, senhorita, provavelmente já disse isso pra alguém. A questão é que, ao ouvirmos isso, acabamos sendo muito injustiçados.

Todo homem que se preze quer se destacar de alguma forma, não que queiramos ser os donos do mundo, mas obviamente, pra chamar alguma atenção você tem que ter o diferencial, algo que os outros não tenham, algo que nos torne memoráveis. Então o cara lá, se esforça de todas as maneiras pra agradar sua mulher, faz coisas que despertam o interesse de forma única... Até que em algum momento ele ouve a célebre e infeliz frase já citada acima, "Homem é tudo igual!". É uma das coisas, talvez, mais frustrantes que se possa ouvir.

Já estamos acostumados, é uma frase-bordão no dicionário feminino, mas a sacanagem é essa frase realmente ser a forma de pensar de algumas mulheres.

Porque veja bem, é inegável que uma pessoa com quem você estaria disposta(o) a conviver e ter algum tipo de relação tenha algum diferencial, aquilo que te chame a atenção e disperte seus, ahn, "sentidos", porque se não, qual seria o problema em trair, não é mesmo? Dona Maria não veria nenhum impecilho pra pegar o Manuel da padaria, pois o Joaquim com quem é casada é exatamente igual a ele, não tem diferencial, pois "Homem é tudo igual". Talvez um remorso emocional, sei lá, mas enfim...

Fato é que não há homem igual a outro, a mulher poderá ter experiências completamente diferentes dependendo do homem com quem estiver, desde o momento da conquista até um possível término. Experiências melhores, piores, tanto faz, o verdadeiro homem é aquele que se destaca na multidão exatamente por não ser igual a maioria.

Fato também é que, aqueles grupos de cueca que ficam nos bares, sinuca, bailes funks, praticamente todos com a mesma maneira de pensar, são estes, que nos dão a fama de semelhantes. Afinal, são esses mesmos sujeitos que sempre magoam, maltratam e conseguem ferrar seus casos com as mulheres. Imagine a Joazette, que foi chifrada três vezes pelo Zé do bar, a Jucrinalda, que nunca ganhou flores do Finéias e a Hunda que aguentava o marido flamenguista berrando. Baseadas em suas vivências, obviamente chegarão a conclusão de que não vale a pena investir em outro homem, pois todos, TODOS a levarão às mesmas descepicionantes situações.

Isso, porque eles não tem o que nós temos meu amigo, nós somos Os Caras, nós temos algo que nos difere da multidão, exatamente aquilo que fascina nossas mulheres. Você sabe do que estou falando (ou não)! Qualquer mulher frustrada com as antigas relações poderá se fechar pra homens como nós, aí é tenso. Provar que somos a diferença, não é pra qualquer um.

Pior consegue ser a mulher que diz pro cara que ele é igual a maioria, isso quando ele não é. É muita sacanagem ouvir isso, é a mesma coisa que dizer que Coca Cola é igual a Dolly porque a Coca estava quente.

Da mesma forma eu jamais diria que mulheres são todas iguais, assim como nós elas podem ter características que fazem delas praticamente vindas da mesma caixa, as mesmas característas impossíveis de se explicar em 100%, iracionais em alguns casos, porém, a mulher que é verdadeiramente disputada é aquela que também se destaca na multidão, a mulher diferente, intrigante e sedutora como nenhuma outra.

Qualquer mulher que leu esse último parágrafo com certeza concordou com o que eu escrevi, mas teima em negar os outros. Hehe.

Concluindo, da próxima vez que for falar que o teu homem é igual aos bebuns e playboys de esquina, lembre-se das vezes em que ele provavelmente te deixou sem palavras, sem ar, e o motivo pelo qual você o escolheu. Pow, somos únicos! Somos Os Caras! Por isso que vocês nos escolheram! Cara igual a mim não há... Podem até haver melhores, mas igual, não.

E nóis tecra por aí...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 comentários:

Carla Farinazzi disse...

Oi Felipe,

Eu certamente já havia percebido isso, Cara! Você definitivamente não é igual coisa nenhuma. Por isso que eu adoro esse Beco.

Beijos

Carla

Postar um comentário

Ajude o Beco a crescer! Se gostou do post que acabou de ler, deixe um comentário.