"Piadas" infames - Volume 1


Sexta a noite. Ao invéz de criar um post divertido e engraçado, vou fazer o contrário.

Resolvi contar aqui algumas das piadas mais tensas que já ouvi na vida.
Sempre ouvimos aquelas piadas terríveis que nos fazem chorar de desgosto, eu por exemplo já sofri muito
com elas. Então fiz uma coletânia das piores de todas, pra compartilhar desse mesmo sofrimento com vocês!

LEMBRANDO... que o propósito deste post não é fazer você rir, caro leitor. Só testar sua paciência e ver se você realmente não tem nada melhor pra fazer do que ler piadas toscas, lembrando também que é preciso ter pelo menos o mínimo de QI pra entendê-las.



O que o amarelo falou pro verde?
Nada, ele estava ausente.

Por que os dinossauros foram extintos?
Porque tinham medo de virarem enlatados.


Por que os porcos não voam?
Pelo mesmo motivo que você não voa. 

O que o verde falou pro branco?
Nada, ele não sabia que o branco estava on.
  
"Puxa Maria, sua empregada é ótima! Como ela fez pra limpar tão rápido o chão?"
"Levantou poeiraaaaa...."

O que o vermelho falou pro verde?
Pouca coisa, estava ocupado. 

Como o cupim fez pra saber que era mesmo um cupim?
Se olhando no espelho (não ia contar, mas teve gente que NÃO ENTENDEU essa "piada").


O que o suvaco falou pro desodorante?
"Saúde!"

O que o branco falou pro preto?

Grosserias,  o branco era racista.

Por que espantalhos usam chapéu?
Porque com certeza já tomaram uma cagada de corvo.

Por que Maísa nasceu em forma de gente?
Por que Deus teve pena das iênas.


Se você leu tudo até aqui, então você é um desocupado...
Me pediram uma continuação desse post, então se você realmente gostou desse lixo, comente pedindo o
"Piadas" infames - Volume 2. Se não gostou, comente mesmo assim.

Agora vou tomar um porre de café... depois de escrever isso tudo, preciso acabar com essa dor de cabeça...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

diovana disse...

aadoroooooo
[ a minha irmã idiota riu da suas piadas ]
quero o segundoo !
vlw bjs

Ninha Luiza disse...

¬¬

Postar um comentário

Ajude o Beco a crescer! Se gostou do post que acabou de ler, deixe um comentário.