Em um beco de uma cidade...

No meio de um mundo tão vasto e poluído, não há mais espaço pra pequenas coisas.
Não há mais tempo, vontade ou oportunidade. Todos correm atrás do que querem pra si, correndo feito loucos numa enorme sociedade sem cor.

A simplicidade morreu, a humildade está escondida e ninguém se contenta mais com um pouco suficiente.

São monstros devoradores de vidas lutando entre si, pisando em pequenas casas e pessoas que precisam estar no meio dessa cidade.

Mas em toda cidade, sempre haverão os pequenos becos, onde cada um poderia pensar num meio de tornar essa metrópole um lugar menos egoísta.

Porém, becos são becos... São tão poucos e tão pequenos, que ninguém os percebe. Permanecerão escondidos e sem destaque enquanto o resto da cidade continua a se devorar.

E nem se esses becos se unissem para protestar, não adiantaria em nada, pois não seriam ouvidos, além de serem pisados pelo resto do mundo.

Então vamos sair desses pequenos becos, e um por um tentar amenizar a loucura em que vivemos! Se pudéssemos ajudar um único monstro dessa metrópole, já seria ótimo, não acha?

Temos o direito de sermos ouvidos... Não mudaremos a cidade inteira NUNCA, mas se um pequeno prédio de injustiças caísse, já seria um belo começo!

Mude a cidade antes que ela o destrua.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

• » вισ тяυѕт « disse...

Nossa...Eu poderia decifrar minha vida como uma cidade cheia de becos sem saídas e inexplicáveis...Por um lado, tenho becos escuros, tristes e solitários...Por outro lado, tenho becos animados, vivos porém tímidos...

Tenho que unir forças e deixar esse 'desânimo' de lado, e este post resumiu mt o que está acontecendo 'nos becos da minha cidade'.
Enfim, o post ficou muito bom mesmo. Parabéns. Você é um cara muito animado, extrovertido e que tem 'vocação' pra 'escritor de blogs que farão sucesso'. Té mais ;D

Ninha Luiza disse...

OMFG! *-*
Que perfeito! *--*
Eu penso da seguinte maneira: Somos medrosos por natureza; procuramos becos escuros como forma de uma auto-preservação, momentos egoístas, ou melhor, uma "segurança" por entre o escuro da noite, uma forma de fugir da insanidade da humanidade. Só assim para termos um único momento racional em nossas vidas loucas nessa humanidade hostil.

• » вισ тяυѕт « disse...

lol O mundo é medroso por natureza...Seja num pequeno grupo, onde você se vê diferente, ou num pequeno local, onde você é o centro das atenções...

Ás vezes nós nos fazemos de indivíduos fracos e frágeis, o que faz com que a 'humanidade' pense que somos, mas estamos muito além de ser isso mesmo. Quem sabe se estes becos que nos refugiamos, são locais calmos e seguros para ficar.

Podemos pensar diferente, agir diferente, mas não somos diferentes, somos apenas únicos e originais. A única forma de fugir destes becos e mostrar pra humanidade que somos alguém, que vivemos e que precisamos de um pouco de gratificação e ética para com os outros, é nos perguntar: 'Por que a minha vida se tornou um beco sem saída? Por que estou vivendo assim?'. Quando soubermos responder essas perguntas, saberemos como lidar com a situação, como também saberemos contornar isso.

Acho que já falei demais eheh... Mas é que eu li o comentário da Luiza e me senti no direito de pensar e escrever sobre isso que ela falou. Abraços e Sucessos!!!

Postar um comentário

Ajude o Beco a crescer! Se gostou do post que acabou de ler, deixe um comentário.